Introdução ao modelo de faturamento pós-pago para revendedores do Google Apps (Documento)

Version 2

     

    Introdução

    Estamos felizes em oferecer a nossos revendedores a possibilidade de vender o Google Apps como um produto pós-pago. É possível mudar para o novo sistema de faturamento pós-pago mensal em suas ferramentas do revendedor. Oferecemos planos de faturamento flexíveis para você: um Plano anual com compromisso de um ano ou um Plano flexível sem compromisso. Agora, você pode pagar o Google mensalmente após o uso em vez de usar o modelo pré-pago anual. Você pode começar a transição buscando a caixa promocional amarela e clicando no link "Mudar para faturamento mensal" em suas ferramentas do revendedor. Veja uma apresentação prévia do fluxo de aceitação. Depois que você fizer a transição, o Google migrará pedidos pré-pagos existentes para o pós-pagamento mensal e emitirá um crédito proporcional para uso futuro.

    Este documento estabelece o conceito de faturamento pós-pago, como o modelo irá funcionar e o que isso significará para nossos revendedores. O presente documento é voltado para os revendedores do Google Apps existentes e que já sabem como realizar pedidos pelo Console do revendedor do Google Apps. Você pode assistir um seminário on-line sob demanda (
    gravação, apresentação) ou entrar em contato com a Central de Ajuda para obter mais informações.

    O que é o faturamento pós-pago?

    No modelo de faturamento pós-pago, um revendedor compra licenças sem precisar pagar com antecedência. Você recebe uma fatura mensal do Google e tem a oportunidade de escolher entre o Plano anual (12 meses de compromisso pelas licenças adquiridas) e o Plano flexível (faturamento a cada mês sobre o uso do mês corrente e sem compromisso). O revendedor pode escolher, por cliente, o plano que cada cliente deseja (Plano anual ou flexível).

    Por que o faturamento pós pago?

    O Google acredita que esse modelo beneficia economicamente seus revendedores e clientes em aspectos fundamentais:
    1. Necessidades de fluxo de caixa reduzidas, o que é muito importante. Os revendedores pagam no fim do mês pelas licenças adquiridas. Não há cobrança inicial. Esse aspecto reduz as necessidades de fluxo de caixa e facilita a venda do Google Apps. Isso beneficia também os clientes finais já que essa vantagem pode ser passada adiante.
    1. Pague somente depois do uso mensal: Com o faturamento pós-pago, os revendedores não precisam pagar a quantia anual completa para as licenças no ato da ativação. Isso significa que você pode migrar de um modelo baseado em custos de investimento (CAPEX), pagando inicialmente pelo uso de um ano, para um modelo baseado em custos operacionais (OPEX), pagando conforme o uso que seus clientes fazem do Google Apps. Isso beneficia também os clientes finais já que essa vantagem pode ser passada adiante.
    Observação: você continuará pagando as faturas via cheque ou transferência eletrônica (os detalhes completos do pagamento ainda serão mostrados na fatura). Estamos trabalhando para incorporar outras formas de pagamento para revendedores.

     

    Tipos de planos com faturamento pós-pago

    Plano anual

    Com o Plano anual, o revendedor se compromete com um número de licenças para serem usadas durante um ano. No entanto, o lado bom disso é que o revendedor não precisa pagar por esse compromisso no momento do pedido. O Google lhe enviará faturas em prestações iguais durante todo o ano.

     

    Etapas:
    1. O revendedor escolhe o Plano anual e compra licenças para um cliente.
    2. O Google aprovisiona as licenças por ocasião do pedido.
    3. O revendedor paga mensalmente pelas licenças durante um período de 12 meses.
    4. O compromisso de pagamento das licenças permanece igual, mesmo que todas as licenças não tenham sido usadas para criar contas de usuário.
    Como o revendedor pode configurar este plano?
    O revendedor pode configurar o plano por meio do console de ferramentas do revendedor. A navegação é muito semelhante à do console que você usa atualmente. Uma vez adicionado um cliente e iniciada a compra de licenças, o console pede que você insira informações sobre o plano de pagamento selecionado.
    Faturas
    O Google enviará uma fatura mensal ao revendedor. Essa fatura apresentará a cobrança mensal referente ao número de licenças adquiridas. Você recebe um desconto de 20% sobre o preço de catálogo (US$ 50,00), dividido entre os meses. Seu preço com desconto será US$ 40,00 dividido por 12, ou seja, US$ 3,33 por usuário por mês.

    Plano flexível

    O Plano flexível permite que seu cliente adicione ou remova contas de usuário conforme necessário. Como revendedor, você pagará a cada mês somente pelas contas que tiverem sido efetivamente usadas. O cliente é autorizado a adicionar contas até o limite especificado por você no Console de ferramentas do revendedor.
    Etapas:
    1. O revendedor escolhe o Plano flexível para um cliente e especifica o limite do número de contas de usuário para aquele cliente.
    2. O Google aprovisiona o domínio do cliente sem nenhuma conta de usuário atrelada.
    3. O revendedor ou o cliente da revenda pode acessar o painel de controle do Google Apps para o cliente e adicionar ou remover contas do usuário, conforme necessário.
    4. O revendedor paga somente pelo número de contas de usuário que foram efetivamente utilizadas durante o mês anterior.
    Como o revendedor pode configurar este plano?
    O revendedor pode configurar o plano por meio do console de ferramentas do revendedor. A navegação é muito semelhante à do console que você usa atualmente. Depois que um cliente é adicionado, o console pede que você insira informações sobre o plano de pagamento selecionado. Se você selecionar o Plano flexível, terá também que especificar o número máximo de contas de usuário que podem ser adicionadas ao domínio do cliente. Caso seja necessário, o cliente pode adicionar licenças diretamente sem comunicar o revendedor, mas somente até o limite especificado pelo revendedor. Você pode ajustar o limite a qualquer momento. Isso ajuda caso o cliente precise aumentar ou diminuir de acordo com a demanda. Esse tipo de flexibilidade não era possível no modelo pré-pago.
    Faturas
    O Google enviará uma fatura mensal ao revendedor. Essa fatura apresentará a cobrança mensal referente ao número efetivo de licenças adquiridas. Você recebe um desconto de 20% sobre o preço de catálogo (US$ 60,00). Seu preço com desconto será US$ 48,00 dividido por 12, ou seja, US$ 4,00 por usuário por mês.

    Migração: como fazer a migração do faturamento pré-pago para o pós-pago

    Visão geral do processo de migração

    Etapas:
    1. Clique no link "Mudar para faturamento mensal" em suas ferramentas do revendedor.
    2. Siga os prompts para analisar e aceitar a alteração de seu Contrato do revendedor. Observação: o novo sistema de faturamento substitui o sistema pré-pago anual. Caso sua empresa não aceite a alteração conforme exposto nas ferramentas do revendedor, o Google pode decidir NÃO renovar seu Contrato de revendedor do Google Apps.
    3. Uma vez aceita a alteração, o processo de migração inicia.
    4. Seu histórico de pedidos será migrado automaticamente.
    5. O crédito proporcional para uso futuro constará da próxima fatura juntamente com a cobrança mensal.
    6. Você precisará pagar todas as faturas que receber do Google antes, durante e depois da transição. Seu crédito de migração só pode ser aplicado a cada uma das faturas pós-pagas mensais.

     

    O que é a migração?


    O Google migrará tudo o que for preciso para que os revendedores:
    1. Façam pedidos pós-pagos
    2. Obtenham crédito para pedidos pré-pagos existentes
    Este é um processo de aceitação para os revendedores, o que significa que você terá a oportunidade de migrar quando estiver preparado. É claro que, quanto mais cedo você aceitar, mais cedo poderá usufruir dos benefícios do faturamento pós-pago. Após sua aceitação, você não pode voltar para o antigo modelo pré-pago anual.

    O que o revendedor deve fazer para aceitar?

    Quando a migração para o faturamento pós-pago estiver disponível para seu domínio de revendedor, busque a notificação na parte superior do Console de ferramentas do revendedor. Clique no botão "Mudar para faturamento mensal" e aceite os termos. A opção de aceitar fica indisponível por alguns dias no final de cada mês.

    Mapeamento de migração: estado dos pedidos antes e depois

    Pedidos: todos os pedidos são migrados para pedidos do Plano anual. Considera-se que o compromisso anual do revendedor continue até o final da duração do pedido pré-pago existente. Não deverá haver perda de contas ou pedidos.
    Avaliações: são migradas com a possibilidade de serem convertidas em pedidos pós-pagos ou de serem canceladas como antes. Após a migração, você pode escolher entre o Plano anual ou o Plano flexível para clientes que ainda estiverem em avaliação no momento da migração.

     

    Período de carência: anteriormente, os pedidos que não eram renovados entravam em um período de carência de 30 dias após a expiração. Esse período de carência não está mais disponível. Assim, qualquer pedido em período de carência no momento da migração será migrado para um período final de avaliação gratuita de 30 dias. Caso a renovação não seja feita dentro desse período de avaliação, os clientes serão suspensos. Além disso, também transferiremos todo cliente que esteja dentro dos 30 dias de renovação para a avaliação de 30 dias imediatamente no momento da migração (se a renovação automática ainda não estiver selecionada para o cliente em questão).

     

    Crédito: o Google migrará os pedidos pré-pagos existentes para o pós-pagamento mensal e emitirá um crédito proporcional para uso futuro. Você pode aplicar esse crédito a novos clientes ON-LINE do Google Apps que você inscrever. Você NÃO pode aplicar esses créditos aos seguintes casos: clientes OFF-LINE, Postini, Chromebooks e outros tipos de pedidos do Google. Você também não pode converter esses créditos em dinheiro. Para entender os detalhes, os revendedores podem fazer o download da Declaração de créditos de migração (arquivo .csv) que contém a lista de pedidos migrados e a quantia creditada na conta do revendedor.

    Faturas

    Como foi mencionado acima, o Google emitirá um crédito de migração para pré-pagamento para uso futuro.
    1. Durante o mês de migração: o Google emitirá até duas faturas nesse mês.
      1. Fatura pré-paga - para todos os pedidos realizados antes do revendedor aceitar a migração.
      2. Fatura pós-paga - para pedidos realizados após a migração. A fatura pós-paga apresentará o crédito de atividades pré-pagas.
    O Google pressupõe que o revendedor pagará as duas faturas: o Google emitirá a fatura pré-paga e, em seguida, creditará esses pedidos pré-pagos na fatura pós-paga. Por isso, os revendedores devem pagar a fatura pré-paga (para pedidos realizados antes da migração para o faturamento pós-pago). Isso garantirá que os créditos reflitam as atividades anteriores com precisão.
    1. Meses subsequentes: o Google emitirá somente uma fatura em meses subsequentes para refletir créditos e pedidos realizados na modalidade pós-paga.

    Cronograma e renovações

    Embora, em algum momento no futuro, migraremos todos os revendedores para o novo sistema de faturamento (nenhum cronograma foi definido ainda), você não é obrigado a mudar para o faturamento mensal agora. Entretanto, o modelo de faturamento pós-pago mensal faz parte do novo sistema de faturamento para o qual todos os revendedores terão que mudar. Esse novo sistema de faturamento substituirá o antigo sistema de faturamento. Portanto, precisamos que os revendedores migrem para o novo sistema de faturamento o quanto antes. Caso sua empresa não aceite a alteração conforme exposto nas ferramentas do revendedor, o Google pode decidir NÃO renovar seu Contrato de revendedor do Google Apps.

     

    Outras perguntas

    Se você tem perguntas sobre o novo sistema de faturamento e o que isso significa para sua empresa, ou sobre o processo de migração, se vem tendo erros no processo de migração ou se tem notado discrepâncias em suas faturas mensais após a migração, entre em contato com nossa equipe por meio do Portalde suporteao revendedor.



    Visão geral do sistema de faturamento

    Até recentemente, os revendedores que vendiam o Google Apps tinham apenas uma opção de faturamento: o pré-pagamento de um ano de serviço para cada cliente. À medida que as licenças são concedidas, elas são adicionadas ao ano pré-pago existente por um valor proporcional. Ao final do ano, cada cliente precisa se comprometer com outro ano e pagar antecipadamente a taxa de serviço do ano seguinte.
    Agora, o Google está introduzindo o faturamento mensal pós-pago. No momento da inscrição, os revendedores podem decidir se querem vender um compromisso de um ano ou um plano mensal. Em ambos os modos, o revendedor paga o Google no último dia de cada mês por meio de cheque ou débito direto (transferência bancária) pelo serviço utilizado no mês anterior.
    Agora, as novas opções de faturamento estão disponíveis para os revendedores. Mais cedo ou mais tarde, todos os clientes mudarão para o novo sistema de faturamento mensal e o sistema de faturamento anual se tornará obsoleto.
    Se quiser saber como mudar do faturamento anual para o mensal, consulte Migrarparaonovo sistemade faturamento.
    Para obter informações gerais sobre o novo sistema de faturamento mensal, consulte Introdução ao modelo de faturamento pós-pago no Google Partner Connect. Se você se deparar com erros ao tentar acessar a introdução, talvez você ainda não tenha acesso ao Google Partner Connect. Para garantir o acesso, siga as Instruções para obter acesso seguro ao GPC , onde é possível obter acesso para você e sua equipe.
    Para obter detalhes sobre as opções de faturamento pós-pago mensal para seus clientes, consulte Selecionar um plano de pagamento para seus clientes.
    Se você tiver dúvidas sobre o faturamento e ainda estiver no faturamento anual, consulte o tópico Faturamento e faturas na Central de Ajuda do revendedor autorizado.


    Detalhes sobre a transição entre sistemas de faturamento

    O Google agora oferece um novo sistema de faturamento que permite que você disponibilize dois planos de pagamento para seus clientes: compromisso com um plano anual ou mensal. Nos dois planos, você paga o Google no último dia de cada mês por débito direto (transferência bancária) pelo serviço utilizado no mês anterior. Para obter mas informações sobre o sistema de faturamento pós-pago mensal, consulte a Visão geral dos sistemas de faturamento na Central de Ajuda e a Introdução aomodelo de faturamento pós-pago no Google Partner Connect. Se você se deparar com erros ao tentar acessar a introdução, talvez você ainda não tenha acesso ao Google Partner Connect. Para garantir o acesso, siga as Instruções para obter acesso seguro ao GPC , onde é possível obter acesso para você e sua equipe.
    Seus clientes existentes serão migrados para o Plano anual com a mesma data de renovação que tinham em seus compromissos anteriores. Após a migração, o antigo plano de faturamento pré-pago já não estará disponível no console das ferramentas do revendedor.
    Para fazer a transição para o novo sistema de faturamento, você precisará fazer login no painel de controle do Google Apps e acessar o console das ferramentas do revendedor:

    1. Se a transição estiver disponível, você receberá uma notificação por e-mail e verá uma barra amarela perto do topo da tela ao fazer login. Observação: a transição fica indisponível perto do final do mês para evitar problemas com as faturas.
    2. Clique no link Mudar para o faturamento mensal.
    3. Siga os prompts para obter informações sobre a transição e aceitar os novos Termos de Serviço.
    4. Saia do console.
    5. A migração pode demorar até dois dias úteis e você não poderá fazer login no console durante esse processo.
    6. Uma vez concluída a migração, você receberá outra notificação por e-mail. Faça login no console das ferramentas do revendedor e verifique seu histórico de pedidos migrado.

    Ao fazer login novamente após a migração, você terá acesso a uma Declaração de créditos de migração. Para obter mais informações sobre como seu crédito é calculado e aplicado, consulte Detalhes de crédito.